|

Principal InformaçõesNotícias


Tesouro Estadual recebe visita de agência de classificação de risco de crédito
16/05/2019- Palavras-chave: TESOURO, AGÊNCIA, VISITA, RISCO DE CRÉDITO
A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), por meio do Tesouro Estadual, recebeu mais uma vez a equipe técnica da Fitch Ratings, uma agência independente de classificação de risco de crédito. Ela vem anualmente ao Estado proceder a análise de risco do Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes).

Como o Estado é sócio majoritário do Banco, a Fitch também avalia os indicadores estaduais de desempenho fiscal, de administração financeira, de previdência, de gestão de pessoal, de dívida pública e de riscos fiscais.

O diretor de Finanças Públicas da agência, Paulo Fugulin, informou que os principais fundamentos utilizados para classificação de risco de crédito são amparados em três pilares: as receitas, despesas e dívida e liquidez. Cada pilar é dividido em dois fundamentos, um para robustez/sustentabilidade e outro para flexibilidade/adequabilidade, o que totaliza seis fatores de risco.

A Fitch atribui características a cada um destes seis fatores de risco. A análise tem como foco as tendências e expectativas de longo prazo. Os seis fatores de risco, combinados de acordo com sua importância relativa, representam, coletivamente, o perfil de risco do Estado.

Transparência

De acordo com o secretário de Estado da Fazenda, Rogelio Pegoretti, o Governo reafirma seu compromisso e empenho em buscar ampliar a transparência institucional. "Ao fornecer os dados para a agência analisar o perfil econômico-financeiro do Estado, passamos a contribuir com mais uma ferramenta executiva de gerenciamento do espaço fiscal ao longo do tempo", disse.

Investimentos

A nota do Estado emitida pela Fitch ajuda no rating do Banestes. Quanto mais bem avaliado o Estado, mais bem avaliado é o banco, desta forma, a instituição fica com maior capacidade de potencializar novos investimentos do Estado e na economia local, conforme explica o subsecretário do Tesouro Estadual, Bruno Dias.

"A classificação de risco de crédito de um ente federativo, além de subsidiar investidores nacionais e internacionais acerca das finanças públicas estaduais, permite menores taxas de juros nas operações de créditos contraídas pelo governo estadual. Isso ajuda os agentes a formular expectativas e materializar a implantação de novos investimentos na economia local", disse o subsecretário.

Fundo Soberano

Na ocasião, o representante da Fitch elogiou o nível de detalhamento das informações apresentadas pelos técnicos do Tesouro Estadual e parabenizou a iniciativa do Governo do Estado de lançar um Fundo Soberano após o acordo de unificação dos campos de petróleo no Parque das Baleias.

O Fundo vai receber parte dos valores provenientes da aplicação das rendas advindas de royalties e participações especiais de petróleo e gás natural. Os recursos do Fundo deverão ser investidos em empreendimentos estratégicos, visando o futuro do Espírito Santo.

A agência

A Fitch Ratings é uma das três maiores agências de classificação de risco de crédito, ao lado da Standard & Poor's e da Moody's.

Informações à imprensa
Assessoria de Comunicação da Sefaz
Alexandre Lemos
(27) 3347-5128
alexandre.junior@sefaz.es.gov.br


Todas Notícias
13/09/2019 - Sefaz recebe Banco Itaú e apresenta agendas econômica e fiscal do Estado
13/09/2019 - Sefaz inaugura 9ª edição do projeto Lendo Sefaz na Serra
13/09/2019 - Soluções de cibersegurança na prevenção de ameaças são debatidas em Workshop na Sefaz
13/09/2019 - Junta Comercial dá posse a novos Vogais e nova Presidência
12/09/2019 - Governo abre sondagem de mercado para concessão de miniusinas solares
10/09/2019 - Sefaz premia vencedores do II Desafio da Escada
Veja mais notícias...

Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo

© Copyright 2003 - 2019 Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo

Av. João Batista Parra . nº 600 . Ed. Aureliano Hoffman . Enseada do Suá . Vitória-ES . CEP: 29050-375 . CNPJ: 27.080.571/0001-30

Página carregada em 0,071 segundos.