|

Principal InformaçõesNotícias


Servidores participam de Programa de Formação para Auditoria Fiscal
25/01/2016- Palavras-chave: formação, capacitação, auditor, auditoria eletrônica
A Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo (Sefaz) está oferecendo cursos de Excel Básico e Avançado, com foco na Auditoria Eletrônica do Brasil (AEBR). A formação oferecida pela Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp) tem como objetivo preparar os servidores da Sefaz para o uso da ferramenta de AEBR.

Os encontros foram iniciados em novembro de 2015 e seguem até dia 23 de março. Neles, são abordados temas como desenvolvimento de cálculos, produção de gráficos e gerenciamento de planilhas, garantindo mais dinamismo ao processo de obtenção das informações necessárias.

O Programa de Formação de Auditoria Fiscal (PFAF) foi instituído por meio da Portaria N° 123-S/2015, pré-requisito para o curso de AEBR ter seu início ainda este ano. Os recursos são provenientes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), dentro do Programa de Gestão Fiscal do Estado do Espírito Santo (Profisco).

Já utilizado pela Sefaz, o AEBR ajuda a dar mais agilidade ao trabalho de auditoria. É o que aponta o docente Leandro Gonçalves Kuster. “Dá mais rapidez ao procedimento, justamente por não precisarmos mais fazer esse levantamento de forma mecânica. O sistema faz os cruzamentos e, depois, o auditor se debruça sobre essas planilhas para verificar as diferenças e buscar a fiscalização”, disse.

Segundo o servidor Wilson Alves Mauro, que participa da formação, a melhora após a implantação do Auditor Eletrônico está sendo significativa. “Antes nós tínhamos que desenvolver e montar as nossas planilhas, o que levava mais tempo. Agora está melhor, porque você tem novas possibilidades de cruzamento de dados e ‘puxa’ os relatórios de forma mais ágil”, contou.

Os principais objetivos do sistema são: proporcionar mais qualidade, eficiência e agilidade no desenvolvimento de trabalhos fiscais; reduzir a digitação de dados mediante disponibilização de entrada e tratamento de dados fiscais eletrônicos; uniformizar procedimentos, roteiros e relatórios de fiscalização associados ao auto de infração; integrar roteiros de fiscalização com dados existentes dos contribuintes em diversos locais; aperfeiçoar o uso de informações fiscais corporativas combinadas com as informações fornecidas pelo contribuinte; e padronizar e incentivar o uso de recursos tecnológicos na execução de tarefas de auditoria fiscal/contábil.

O subsecretário da Receita, Bruno Negris, destaca a importância de todos os auditores participarem do curso. “Esta ferramenta, a partir do final do treinamento, será obrigatória para todos os auditores fiscais, portanto será necessário o cumprimento do pré-requisito apresentado na Portaria. Além disso, com esta medida, a Receita Estadual põe fim à utilização de métodos de auditoria manuais, que se exauriram ao longo do tempo por conta da massificação da automação fiscal do ICMS”.

Auditoria Eletrônica
O Auditor Eletrônico (AE) é um aplicativo de auditoria tributária desenvolvida pela Secretaria de Fazenda de Minas Gerais, que permite ao auditor fiscal a realização de consultas diversas, importação de dados do contribuinte, geração de relatório de inconsistências, planilhas, dentre outros. Atualmente, o Auditor Eletrônico do Brasil (AEBR) é uma versão derivada do AE e que pode ser customizada para a unidade federada que a adotar trabalhar com vários módulos fiscais, nos quais se destacam os que tratam das Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e), Escrituração Fiscal Digital (EFD), Sintegra, Equipamento Emissor de Cupom Fiscal (ECF), cadastro de empresas e de sócios.

Benefícios para o cidadão
O curso do AEBR ampliará o potencial de trabalho dos auditores com consequentes efeitos arrecadatórios diretos e indiretos, por meio da capacitação e adequação dos auditores em torno de um novo cenário de fiscalização eletrônica de arquivos e livros fiscais.

À medida que o contribuinte percebe o uso do dado, aumenta-lhe a noção de presença da auditoria tributária com o consequente crescimento da credibilidade dos atos institucionais, o que pode contribuir para o aumento da confiabilidade dos próximos dados. O Curso AEBR permitirá uma relação mais proativa junto à sociedade no combate à sonegação fiscal e à concorrência desleal.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sefaz
Mayara Alvarenga
mayara.santos@sefaz.es.gov.br
Tel.: 3347-5128 / 99746-9479

Assessoria de Imprensa da Esesp
Renan Correia Chagas
renan.chagas@esesp.es.gov.br
Tel.: 3636-6720 / 3636-6719

Assessoria de Comunicação Seger
Manuella Siqueira Romeiro
Tel.: 3636-5205 / 98817-6974
Vitor Possatti Rodrigues
Tel.: 3636-5206 / 99949-6018


Todas Notícias
03/07/2018 - Governo do Estado e Abear assinam termo de compromisso para ampliar número de voos no Espírito Santo
29/06/2018 - Sefaz cria painel para acompanhamento da variação de preços de combustíveis
29/06/2018 - Locadoras de veículos têm nova norma para concessão de redução de alíquota
28/06/2018 - Sefaz convoca aprovados em processo seletivo simplificado
20/06/2018 - Operação Panaceia fiscaliza ação irregular no setor farmacêutico em Cachoeiro
19/06/2018 - Postos de combustíveis têm até o dia 30 para passarem a emitir a NFC-e
Veja mais notícias...

Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo

© Copyright 2003 - 2018 Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo

Av. João Batista Parra . nº 600 . Ed. Aureliano Hoffman . Enseada do Suá . Vitória-ES . CEP: 29050-375 . CNPJ: 27.080.571/0001-30

Página carregada em 0,063 segundos.